Educação Cores

Buscamos uma educação que se movimenta sempre em prol da curiosidade, com espaços lúdicos e em harmonia com a natureza, adequados para cada faixa etária.

Somos uma escola laica, que incentiva a liberdade e a individualidade de pensamento e investigação, buscando transformar experiências em novas descobertas, fazendo o prazer em estudar se tornar um encontro mágico com algo ainda desconhecido. Essa é a magia e a beleza dos cientistas e curiosos em geral!!

Uma escola que busca suportes tecnológicos e criativos a fim de melhorar as investigações, ampliando a construção de hipóteses e pensamentos. Que acolhe e valoriza a autonomia de cada criança, promovendo-lhe um ambiente e uma conduta facilitadores para que ela se sinta segura em errar, em fracassar muitas vezes. Esse movimento deve ser a base da busca pelo conhecimento. O prazer de brincar e a intuição devem ser os fios condutores das investigações e questionamentos, proporcionando leveza no processo de aprendizagem e um deslumbramento pelas descobertas da vida.

Sabemos que cuidado gera cuidado, atenção gera atenção, e uma criança que recebe confiança irá confiar. Sabemos da responsabilidade que a escola representa em uma sociedade, e a compartilhamos entre as crianças, os educadores e as famílias. Responsabilidade esta que é representada principalmente pela construção do valor do coletivo, de aprendermos juntos, onde todos têm a contribuir, onde todos devem ser respeitados e respeitar as diferenças, onde os valores mais arraigados envolvem aprender a investigar e estudar em grupo.

Acreditamos que o espaço da escola vai para além de limites físicos. É um espaço de cultura, de perguntas, do coletivo, de exercício da cidadania. Um lugar que proporciona à criança um olhar a partir dela, e não para ou sobre ela.

“Quando alguém reclamar que você cometeu um erro, diga-lhe que pode ser algo bom. Porque sem a imperfeição nem você e nem eu existiríamos”

Stephen Hawking

“Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende”

Leonardo da Vinci