Artigos/Dicas

03/10/14

RECEITA FAROFA DE FARELO DE AVEIA E GÉRMEN DE TRIGO

Farofa de farelo de aveia e Gérmen de trigo

Ingredientes

  • 1 colher de sopa rasa de cebola ralada
  • 1 colher de sopa de azeite extravirgem
  • 6 colheres de sopa de cenoura ralada
  • 1 colher de sopa rasa de passas
  • 3 colheres de sopa de água
  • 4 colheres de sopa rasas de farelo de aveia
  • 1 colher de sopa de gérmen de trigo
  • 1 colher de sopa cheia de cheiro verde

 

Modo de Fazer:

1. Em uma panela pré-aquecida, refogue a cebola no azeite.

2. Acrescente a cenoura ralada, as passas, a água, o farelo de aveia e o gérmen de trigo, refogando de forma que a farofa fique bem soltinha.

3. Por último, acrescente o cheiro verde e apague o fogo.

Sirva quente ou fria.

 

Aveia: As poderosas Betaglucanas contidas nela proporcionam um extraordinário papel em nosso sistema imune. Esse tipo de fibra intensifica a ação das forças imunológicas, diminuindo a chance de sucesso das infecções. Elas ainda modulam as células de defesa que estão envolvidas nos processos inflamatórios. Isso quer dizer que esse nutriente ajuda a impedir inflamações recorrentes – cenário ideal para o desenvolvimento de diversas doenças. Possui vitaminas e minerais antioxidantes, ou seja, capazes de eliminar os radicais livres que danificam nossas células. Ajuda na saúde intestinal, melhorando seu funcionamento e prevenindo problemas como diverticulite e prisão de ventre.

Gérmen de trigo: Contém ferro e potássio. Outros nutrientes encontrados em grandes quantidades são: riboflavina, cálcio, zinco, magnésio e vitaminas A, B1 e B3 e a vitamina E. Estimula a imunidade do organismo aumenta e mantém a sensação de saciedade por mais tempo.

A aveia e o Gérmen de trigo possuem mais viscosidade e, quando ingeridos, absorvem grande quantidade de água, formando géis que forram a parede do estômago, retardando o esvaziamento gástrico. Com isso, o processo digestivo torna-se mais lento, o que permite menor absorção de gordura e de glicose, além de diminuir a sensação de fome.

Além disso, aumentam a quantidade de bactérias benéficas e diminuem a quantidade daquelas que podem causar doenças intestinais. Vale lembrar que devem ser ingeridos aproximadamente 2 litros de água por dia, para auxiliar na ação das fibras e no bom funcionamento do intestino.